sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Cadê o amor??

 
Quando eu era criança acreditava que sempre
seria feliz, que o mundo era um conto de fadas
e que o amor era um direito acima de tudo...
Difícil crescer e encarar o mundo e suas verdades...
Impossível imaginar que todos me enganaram, que
eu me enganei e que você me enganou...
Cadê o amor?? Eu grito mais não sei onde ele
se enfiou...
Cilneia Felippe

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Camaleão...

 
Eu, camaleão...
Mudo o tom, desligo do mundo e sigo.
Mudo de amor, de som e cor...
Acho que vai ser sempre assim,
pois pra mim mudar é uma forma de
 seguir sem parar e enganar a dor.
Cilneia Felippe


segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Mulheres fortes...

Mulheres fortes, lindas, fogosas e cheirosas,
com cara e pinta de quem pinta a vida de cor de rosa.
Que apesar de e diante de tudo ainda faz do
sofrimento  um ensinamento e uma lição ao mundo...
Acordei pensando em Malala...
Cilneia Felippe

domingo, 24 de julho de 2016

Sonhos...

Sonho com um dia diferente, onde meus sonhos
se materializem e me toque, me acaricie e me
mostre feito um beijo o delírio do amor e o do
 desejo. Sonho apenas com dias melhores, com você
ao meu lado e com os meus sonhos apaixonados.
Sonho por que preciso continuar a viver...
Cilneia Felippe
 
 
 


segunda-feira, 18 de julho de 2016

Piloto automático...

 
Cansei de lutar, de amar e esperar por você...
Cansei de querer, de tentar entender e de
sonhar com coisas que não consigo ter...
Agora eu vou do jeito mais prático,
liguei o piloto automático e estou
pagando pra ver...
Cilneia Felippe.
 


quinta-feira, 7 de julho de 2016

Só que não...

 
Disseram a ela que apenas um beijo bastaria...
Só que não... Vestida de sonhos precisava
de muito mais para penetrar na alma e atingir o coração.
Frases soltas... Cilneia Felippe


quinta-feira, 30 de junho de 2016

Errante no amor...

Tão sozinha, tão errante, tão na minha e tão distante.
Na vida, na estrada, na lida e impaciente na caminhada.
Que a dor gritante agora calada, se afogue nas suas
mágoas e se cale por toda a eternidade.
Sou caminhante e no meu momento não cabe mais
o seu instante. A minha hora é o agora e o meu tempo
há de passar lentamente e sutilmente. 
Cilneia Felippe